Por finais de maio, na véspera do Corpo de Deus realiza-se em Ponte de Lima uma tradição que nos leva de volta a 1646, quando esta solenidade teve origem.

Tudo isto tem origem numa lenda local que refere que a Igreja Matriz da primitiva vila era um templo pagão, onde se venerava uma deusa sob a forma de uma vaca. Quando o templo pagão foi transformado em igreja pelos cristãos, a imagem bovina da deusa foi retirada do nicho onde era venerada e, presa por cordas, foi arrastada pelas ruas da vila até serem completadas três voltas ao templo, sendo depois arrastada pelas ruas da povoação com “aprazimento” de todos os habitantes.

Fechar Menu

www.000webhost.com